Cidade

Geraldo Azevedo, Emicida... confira a programação completa de shows na Concha

Reinaugurada em maio desse ano após uma reforma que contou com investimento de R$ 80 milhões do Governo do Estado, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, voltou em grande estilo [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Bárbara Silveira no dia 15 de Agosto de 2016 ⋅ 14:39

Reinaugurada em maio desse ano após uma reforma que contou com investimento de R$ 80 milhões do Governo do Estado, a Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador, voltou em grande estilo. E não era para menos, já na reinauguração, o espaço recebeu o festival Eu Sou a Concha, que teve apresentações dos Novos Baianos e Maria Bethânia. 

Três meses depois, o palco do espaço já recebeu nomes como Djavan, Nando Reis e o rapper Criolo, que se apresentou no último domingo (14) e contou ao Metro1 o prazer de retornar a capital baiana. “Cada lugar tem seu jeito, mas a Bahia é uma coisa maravilhosa, é muito especial. Existem alguns lugares no Brasil que são assim, e Salvador é um deles”, disse. 

Agosto e setembro recheados 
Dando continuidade a programação diversa, se apresentam no local nos meses de agosto, setembro e outubro nomes como Lulu Santos, Emicida, o grupo A Cor do Som e Geraldo Azevedo. Neste sábado (20), o cantor Otto recebe o Ifá Afrobeat em uma apresentação que terá início às 19h. Os ingressos para as apresentações na Concha podem ser adquiridos na bilheteria no TCA e no site Ingresso Rápido.


Confira a programação completa até outubro divulgada pelo TCA:

20/08/2016 Otto e Ifá Afrobeat
27/08/2016 Lulu Santos
28/08/2016 Beth Carvalho
02/09/2016 A Cor do Som
03/09/2016 Jorge Vercillo- Vida é Arte
04/09/2016 Emicida
16/09/2016 Teatro Mágico e Scambo
25/09/2016 Alcione
22/10/2016 Elba Ramalho e Geraldo Azevêdo

Notícias relacionadas

[AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça]
Cidade

AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça

Por Metro1 no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:48 em Cidade

Aniversário de 50 anos do decreto que endureceu a ditadura militar foi um dos assuntos trazidos por Mário Kertész em comentário na Rádio Metrópole