Cidade

Documentos da Revolta dos Búzios completam 271 anos e serão tombados

Os documentos da Revolta dos Búzios serão tombados na tarde da próxima terça-feira (30), durante assembleia realizada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), da secretaria de Cultura (SecultBA) no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. Esses documentos completam 271 anos e estão no Arquivo Público da Bahia, criado em 1890 e administrado pela Fundação Pedro Calmon (FPC). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Ascom/Ipac

Por Luiza Leão no dia 29 de Agosto de 2016 ⋅ 15:32

Os documentos da Revolta dos Búzios serão tombados na tarde da próxima terça-feira (30), durante assembleia realizada pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), da secretaria de Cultura (SecultBA) no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. Esses documentos completam 271 anos e estão no Arquivo Público da Bahia, criado em 1890 e administrado pela Fundação Pedro Calmon (FPC).

A Revolta dos Búzios, também conhecida como Conjuração baiana ou Revolta dos Alfaiates aconteceu entre agosto de 1798 e novembro de 1799 na Bahia. De acordo com historiadores, apesar de ter acontecido em Salvador, a revolta tem abrangência histórico-simbólica nacional. A revolta teve caráter emancipatório com proposta de igualdade e democracia. A bandeira da Bahia tem as cores da bandeira da conjuração devido tamanha importância da revolta.

Notícias relacionadas