Cidade

Greve de servidores ameaça o financiamento do BRT de Salvador

A assinatura do financiamento do BRT de Salvador entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura soteropolitana pode ser adiada por causa da greve dos servidores do Tesouro Nacional. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Laura Lorenzo no dia 31 de Agosto de 2016 ⋅ 19:55

A assinatura do financiamento do BRT de Salvador entre a Caixa Econômica Federal e a prefeitura soteropolitana pode ser adiada por causa da greve dos servidores do Tesouro Nacional. 

De acordo com o prefeito da capital baiana, ACM Neto (DEM), a paralisação dos servidores – que interromperam suas atividades há dois meses – pode atrasar a assinatura do convênio e, por causa da lei eleitoral, o contrato só pode ser fechado até o dia 2 de setembro.

 “Essa semana estamos correndo para tentar assinar o financiamento do BRT, infelizmente tivemos um problema alheia à nossa vontade que foi uma greve da Secretaria do Tesouro Nacional. Se não fosse isso, talvez tivéssemos assinado, mas temos a expectativa de assinar até sexta, que é o prazo limite. Estamos nos virando para isso”, declarou Neto.

Notícias relacionadas