Cidade

Recurso ao Supremo: Dilma pede novo julgamento do impeachment

Afastada definitivamente na última quarta-feira (31), a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de anular a coordenação do impeachment e conseguir uma nova votação do processo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/AFP

Por Gabriel Nascimento no dia 01 de Setembro de 2016 ⋅ 10:32

Afastada definitivamente na última quarta-feira (31), a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de anular a coordenação do impeachment e conseguir uma nova votação do processo. O pedido foi protocolado nesta quinta-feira (1º) por volta das 9h14. A estratégia já era estudada antes da decisão do Senado.

Informações preliminares indicam que, o mandado de segurança — espécie de recurso judicial — foi distribuído por sorteio para o ministro Teori Zavascki, que vai ser o relator do caso. A solicitação inclui ainda uma decisão liminar provisória que suspenda a decisão e torne o presidente Michel Temer (PMDB) novamente interino. A defesa de Dilma pede também que o STF anule dois artigos da Lei 1.079, de 1950, utilizados para imputar crimes de responsabilidade a petista.

 

Notícias relacionadas