Cidade

Manifestantes pró Dilma prometem mais dois dias de protesto em Salvador

Valter Takemoto, um dos líderes do movimento contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB), disse ao Metro1, nesta sexta-feira (02), que a manifestação que acontece nesta tarde na capital baiana, ainda vai ocorrer em outros dois dias. Para ele, o Brasil não vai ter sossego enquanto não se colocar um fim "ao golpe que o Senado patrocinou". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Matheus Simoni/ Metropress

Por Jessica Galvão e Matheus Simoni no dia 02 de Setembro de 2016 ⋅ 18:14

Valter Takemoto, um dos líderes do movimento contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB), disse ao Metro1, nesta sexta-feira (02), que a manifestação que acontece nesta tarde na capital baiana, ainda vai ocorrer em outros dois dias. Para ele, o Brasil não vai ter sossego enquanto não se colocar um fim "ao golpe que o Senado patrocinou".

"Essa é a quarta manifestação que realizamos essa semana, após o golpe dado pelo Senado. E aqui em Salvador, como em todas as capitais de outras cidades do país, a cada dia cresce mais o número de pessoas participando das manifestações porque está ficando cada dia mais claro para a população de que houve um golpe e que o afastamento da presidenta Dilma representou a usurpação da presidência por quem não teve voto nenhum nas eleições de 2014. E não vai haver sossego no país enquanto não se colocar um fim ao golpe que o Senado patrocinou com o poder judiciário", disse. 

Organizadores estimam cerca de 2 mil pessoas no protesto. "Essa era a quantidade de pessoas que nós esperávamos porque nós estamos convocando dois grandes atos. Um no domingo as 15h no Campo Grande e outro no dia 07 de setembro no grito dos excluídos.

Confira galeria:

Notícias relacionadas