Cidade

São Caetano: Mulher morta durante culto evangélico trocou de lugar com sobrinho

A mulher que foi morta, na última sexta-feira (2), depois de ter a casa invadida - durante um culto evangélico - por um homem que havia trocado tiros com grupo rival, no bairro de Boa Vista de São Caetano, trocou de lugar com o sobrinho de 4 anos antes do crime. Segundo o G1, uma sobrinha da vítima - que não quis ser identificada - a tia, Jaciara Muniz Silva Bispo, de 47 anos, entrou em acordo com o sequestrador para libertar a criança e ficar com ela como única refém. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/TV Bahia

Por Jessica Galvão no dia 04 de Setembro de 2016 ⋅ 08:29

A mulher que foi morta, na última sexta-feira (2), depois de ter a casa invadida - durante um culto evangélico - por um homem que havia trocado tiros com grupo rival, no bairro de Boa Vista de São Caetano, trocou de lugar com o sobrinho de 4 anos antes do crime. Segundo o G1, uma sobrinha da vítima - que não quis ser identificada - a tia, Jaciara Muniz Silva Bispo, de 47 anos, entrou em acordo com o sequestrador para libertar a criança e ficar com ela como única refém.

"Estava chegando da igreja e ele estava vindo no sentido contrário ao nosso e acabou invadindo a nossa casa. Só que eu e meu irmão conseguimos fugir e ficar dentro do banheiro escondidos. E daí meu irmão ligou para a polícia porque ele [o bandido] tinha pego o meu primo, de apenas 4 anos. E daí ela negociou com ele para ele liberar a criança e ficar com ela no lugar dele. Ele acabou aceitando e ficou com ela e soltou todas as pessoas que ele estava fazendo de reféns também", relatou ao G1.

Notícias relacionadas