Cidade

Suspeito de estupro no Anchieta, professor deve entrar em lista da Interpol

Após ter a prisão decretada pela Justiça, o professor do Colégio Anchieta, acusado de estuprar uma aluna quando ela tinha 12 anos, deve ter o nome incluído na lista de procurados da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) nos próximos dias. Isso porque, de acordo com o jornal Correio, existe a suspeita de que ele tenha fugido para o exterior. Até o início do mês de junho deste ano, o professor ainda atuava na instituição. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 11 de Setembro de 2016 ⋅ 17:27

Após ter a prisão decretada pela Justiça, o professor do Colégio Anchieta, acusado de estuprar uma aluna quando ela tinha 12 anos, deve ter o nome incluído na lista de procurados da Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) nos próximos dias. Isso porque, de acordo com o jornal Correio, existe a suspeita de que ele tenha fugido para o exterior. Até o início do mês de junho deste ano, o professor ainda atuava na instituição.

O decreto que permite a inclusão do nome na lista da Interpol foi autorizado pela 2ª Vara de Feitos Relativos aos Crimes Praticados contra Criança e Adolescente. O mandado de prisão preventiva ainda não foi cumprido. Jornal da Metrópole mostrou o caso na edição de julho. A relação teria começado quando a adolescente tinha apenas 12 anos e teria vindo à tona após os pais da menina descobrirem e denunciarem o professor à polícia.

Notícias relacionadas