Cidade

Com apenas 20% das obras prontas, José Alves promete São Joaquim funcionando

No cargo há 45 dias, o novo secretário de Turismo da Bahia, José Alves, afirmou que a revitalização da Feira de São Joaquim - que apesar de ter sido iniciada em 2012, ainda tem somente 20% das obras concluídas - está sendo acompanhada de perto pela pasta. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 12 de Setembro de 2016 ⋅ 12:48

No cargo há 45 dias, o novo secretário de Turismo da Bahia, José Alves, afirmou que a revitalização da Feira de São Joaquim - que apesar de ter sido iniciada em 2012, ainda tem somente 20% das obras concluídas - está sendo acompanhada de perto pela pasta.

“Não vai comparar com a Ceasinha do Rio Vermelho. São propostas diferentes. Mas o que atrai muito o turista, você pode ver, dia de domingo tenho ido lá, você vê um personagem de Jorge Amado em cada esquina. Pessoas dali mesmo, os feirantes. É interessantíssimo. Um lugar super limpo, arrumado, você pode comer um churrasco, uma moqueca, um sarapatel. A vista tá linda. Peguei o bonde andando, mas procuramos otimizar. Estabelecemos a São Joaquim como se fosse um hotel e colocar pra funcionar. Claro, surgiram os problemas, uma torneira que está pingando, é natural. Tudo está sendo corrigido. Vamos sanar todos os problemas e começar a fazer outras etapas. Teremos uma reunião com a Caixa Economia, tomar decisões e continuar prosseguindo. Meu sonho ale é botar pra funcionar”, disse. 

Governador reconheceu lentidão - O governador Rui Costa já reconheceu a dificuldade para acelerar o processo de requalificação da Feira. Ao todo, foram cerca de três anos de planejamento, elaboração e reelaboração de projetos, licitações e cadastramentos. Para Rui, com a primeira etapa das obras concluída, o procedimento tende a ser mais rápido. 

Segundo o secretário, com a ajuda da antiga equipe, ele está “arrumando a casa” para concluir todos os projetos do turismo no estado. “Infelizmente, dentro do serviço público, às vezes se faz alguns ajustes que podem parecer injustos, mas é uma linha de gestão, de direcionamento, a gente não vai conseguir agradar a todos de primeira. A coisa vai atualizando, vai indo. Fui muito bem recebido. As pessoas competentes. Pelegrino deixou a casa arrumada, com orçamento, tudo direitinho”, elogiou. 

Notícias relacionadas

[Médico infectologista Rodolfo Teixeira morre aos 89 anos]
Cidade

Médico infectologista Rodolfo Teixeira morre aos 89 anos

Por Matheus Simoni no dia 21 de Outubro de 2018 ⋅ 08:30 em Cidade

Professor Emérito da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e entusiasta da área de pesquisa, ele foi um idealizadores do Centro de Estudos Egas Mo...