Cidade

Aeroporto de Salvador incluído no pacote de incentivos do governo Temer

O presidente Michel Temer anunciou nesta terça-feira (13) a concessão ou venda de 25 projetos nas áreas de energia, aeroportos, rodovias, portos, ferrovias e mineração. Segundo estimativa do governo, o pacote tem como objetivo ampliar os investimentos para reaquecer a economia, em recessão, e estimular a criação de empregos. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 13 de Setembro de 2016 ⋅ 14:28

O presidente Michel Temer anunciou nesta terça-feira (13) a concessão ou venda de 25 projetos nas áreas de energia, aeroportos, rodovias, portos, ferrovias e mineração. Segundo estimativa do governo, o pacote tem como objetivo ampliar os investimentos para reaquecer a economia, em recessão, e estimular a criação de empregos.

Na área de transporte, o programa prevê, dentre outros projetos, a concessão do Aeroporto Internacional de Salvador e de outros três terminais. São eles: Porto Alegre, Florianópolis e Fortaleza. O edital está previsto para ser publicado no quarto trimestre deste ano e leilão no primeiro trimestre do ano que vem.

Além disso, o governo vai conceder dois terminais para movimentação de cargas nos portos de Santarém, no Pará (combustíveis) e Rio de Janeiro (trigo). O plano prevê ainda a entrega à iniciativa privada de dois trechos de rodovias: BR-364/365, entre Goiás e Minas Gerais, e BR-101/116/290/386, no Rio Grande do Sul. No setor de ferrovias, estão incluídas no pacote a Norte-Sul, Ferrogrão e Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste), na Bahia.

O anúncio das concessões e privatizações ocorreu durante a primeira reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), cuja criação foi uma das primeiras medidas adotadas por Temer após assumir a presidência, na época ainda de forma interina. "[O programa] visa, em primeiro lugar, o crescimento econômico do país, mas também empregos. A ideia básica é exatamente esta: com vistas para que haja muitos empregos no país", afirmou Temer. Estiveram presentes no evento ministros e representantes dos bancos controlados pelo governo federal (Caixa, BNDES e Banco do Brasil), que vão participar do financiamento dos projetos.

Notícias relacionadas

[AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça]
Cidade

AI-5 é uma 'mancha na vida do Brasil', diz MK; ouça

Por Metro1 no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:48 em Cidade

Aniversário de 50 anos do decreto que endureceu a ditadura militar foi um dos assuntos trazidos por Mário Kertész em comentário na Rádio Metrópole