Cidade

Eliana Calmon é contratada pela Claro para tentar reverter multa de R$ 140 mi

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a operadora de celular Claro contratou a ex-ministra baiana do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, para tentar reverter no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em segunda instância, uma condenação da primeira instância que determinou o pagamento de uma multa de R$ 140 milhões. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 14 de Setembro de 2016 ⋅ 12:24


De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a operadora de celular Claro contratou a ex-ministra baiana do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, para tentar reverter no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em segunda instância, uma condenação da primeira instância que determinou o pagamento de uma multa de R$ 140 milhões.

Ainda segundo a publicação, o caso começou no ano de 2007, quando a Claro rompeu um contrato com a Nexcom , representante da empresa na Bahia, por não ter cumprido as metas definidas no contrato.

A Nexcom, então, recorreu à Justiça.  A ex-ministra Eliana Calmon, que está advogando, apresentou um fato descoberto agora: além da Claro, a empresa também representava a Vivo na Bahia, o que não é permitido.

Notícias relacionadas