Cidade

Metroviários paralisam as atividades no Trem do Subúrbio até sábado

Reivindicando aumento salarial, funcionários do Trem do Subúrbio que operam no trajeto entre os bairros da Calçada e Paripe paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (14), em Salvador. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Sindiferrero

Por Luiza Leão no dia 14 de Setembro de 2016 ⋅ 17:27

Reivindicando aumento salarial, funcionários do Trem do Subúrbio que operam no trajeto entre os bairros da Calçada e Paripe paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (14), em Salvador.

A suspensão será de três dias. Assim, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Ferroviário e Metroviário dos Estados da Bahia e Sergipe (Sindiferro) os funcionários devem voltar a operar no próximo sábado (17). O Sindiferro pede melhoria nas condições de trabalho, melhoria na estrutura dos bens e o aumento de 9,27%, com correção da inflação entre os anos de 2015 e 2016. A categoria afirma que o último reajuste dado aos quase 120 trabalhadores que atuam no sistema foi no ano passado.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Sedur), responsável pela Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) que administra o sistema dos trens, informou que devido a contenção de gastos do governo, não há reajuste previsto para a categoria em 2016. Além disso, desde 2013, ano em que assumiu a gestão dos transportes, os salários dos funcionários foram reajustados três vezes, chegando aos 22,42%. Apesar disso, a Sedur disse que a CTB deseja dialogar com os representantes do movimento para que o sistema volte logo a operar.

Negando a afirmação da Sedur, o sindicato dos metroviários afirmou que nos últimos três anos os reajustes da categoria foram abaixo da inflação e que o aumento está próximo a 15%.

Notícias relacionadas