Cidade

Embasa segue liderando ranking de queixas na Metrópole

Infelizmente, parece que o péssimo serviço oferecido pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa) virou rotina. Uma das campeãs de reclamação entre os ouvintes da Metrópole, a empresa voltou a ser alvo da indignação popular [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Morais no dia 18 de Setembro de 2016 ⋅ 14:36

Infelizmente, parece que o péssimo serviço oferecido pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa) virou rotina. Uma das campeãs de reclamação entre os ouvintes da Metrópole, a empresa voltou a ser alvo da indignação popular pela lentidão e displicência no atendimento. Falta de abastecimento, entupimento de esgotos e demora para liberar o fornecimento de água engrossam a lista de problemas gerados pela Embasa e prejudicam gente como Ailton Lobo. 

Há quase 15 dias ele solicitou a Embasa o desentupimento de uma boca de lobo próximo à casa da sogra, no bairro de Ilha Amarela, em Salvador, e não obteve resposta. “Minha sogra é uma pessoa idosa e tem que lavar os pratos no balde, porque, se abrir a torneira, alaga tudo com água de esgoto. Com a boca de lobo entupida, não tem como escoar a água. Nós pagamos a taxa de esgoto, e essa falta de atenção é um absurdo”, criticou Ailton.

Inúmeros prejuízos também para a prefeitura de Salvador
Além dos problemas à população baiana, a Embasa também tem dado bastante dor de cabeça à Prefeitura de Salvador. De acordo com a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), ramais de água potável de competência da Embasa atravessaram uma escadaria pública e destruíram manilhas no bairro da Caixa D’agua, prejudicando o equipamento da Prefeitura, que está arcando com a obra de recuperação da escadaria. Segundo a Seman, uma ligação clandestina de esgoto sanitário também tem prejudicado a drenagem no local.

Moradores do Uruguai vão acionar a justiça
Moradores do bairro do Uruguai sofrem com a instabilidade do fornecimento de água, que  foi suspenso em diversas ruas da região. Um morador que não quis se identificar afirmou que o problema dura 10 dias e que a empresa ainda não conseguiu solucionar. “Solicitamos soluções diversas vezes e eles enviaram carros-pipa, sendo que as contas de água continuaram chegando. Diante dessa situação,  decidimos que vamos abrir um processo na Justiça contra a Embasa”, ressaltou. 
A Embasa afirmou que o abastecimento foi retomado na última quarta-feira.

Vazamento? embasa nega responsabilidade
Sobre o vazamento em Caixa D’Água, a empresa negou responsabilidade. “Após a quebra de sua rede, a Embasa foi acionada e reparou a tubulação no mesmo dia (13). Após o ocorrido, a Prefeitura solicitou o remanejamento da rede de água que passa sob a escadaria, serviço que está programado para ser iniciado na quinta”.
Sobre o lançamento clandestino de esgoto, a empresa informou que o morador é obrigado a fazer a ligação do seu imóvel à rede pública coletora de esgoto disponível em via pública.

Notícias relacionadas