Cidade

Sabore volta a disputar contratos do governo

Uma semana foi tempo suficiente para a empresa Sabore confirmar que voltou, oficialmente, a disputar os contratos do governo do estado mesmo após ser declarada inidônea e, por meio de uma ação na justiça, reverter a punição. Na última terça-feira (20),ela foi uma das concorrentes no processo emergencial que escolheria quem fornecerá alimentação para o Hospital Ana Nery [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Eloi Correa/SecomBa

Por Bárbara Silveira no dia 22 de Setembro de 2016 ⋅ 15:01

Uma semana foi tempo suficiente para a empresa Sabore confirmar que voltou, oficialmente, a disputar os contratos do governo do estado mesmo após ser declarada inidônea e, por meio de uma ação na justiça, reverter a punição.
Na última terça-feira (20),  ela foi uma das concorrentes no processo emergencial que escolheria quem fornecerá alimentação para o Hospital Ana Nery.

Mas assim como tudo que envolve a Sabore, o processo foi suspenso, outra vez, por força judicial. “Será encaminhado à Procuradoria Geral do Estado em função de liminares apresentadas no ato da abertura das propostas de preços, solicitando a suspensão do certame”, explicou a Secretaria de Saúde. Segundo a Sesab, quatro empresas participaram do processo para o contrato de 90 dias: Serv Mais, Sabore, Chalé e Brasil Nutrição.

Sem explicar quais as alegações feitas, a Sesab afirmou que as liminares foram apresentadas pela Serv Mais. “Até que o processo seja concluído, a Sabore continua fornecendo a alimentação ao Hospital Ana Nery, pois se trata de um serviço que não pode, em hipótese nenhuma, ser interrompido, pois atende aos pacientes internados naquela unidade”, disse a pasta. Procurada pelo Jornal da Metrópole, a Sabore não quis se pronunciar sobre a questão.

 

Notícias relacionadas