Cidade

Seguranças de Bibliotecas Públicas deflagram greve por tempo indeterminado

Os seguranças da Biblioteca Pública dos Barris e da Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato, no bairro de Nazaré, deflagraram greve por tempo indeterminado. A informação é do Correio da Bahia. Segundo o jornal, esta é a terceira paralisação da Biblioteca dos Barris em quatro meses. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : cantinadolivro

Por M1 no dia 22 de Setembro de 2016 ⋅ 10:42

Os seguranças da Biblioteca Pública dos Barris e da Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato, no bairro de Nazaré, deflagraram greve por tempo indeterminado. A informação é do Correio da Bahia. Segundo o jornal, esta é a terceira paralisação da Biblioteca dos Barris em quatro meses. Na Monteiro Lobato é a segunda vez que o local fica sem vigilantes. De acordo com funcionários a paralização coloca em risco a segurança de frequentadores e trabalhadores. A paralisação já dura 15 dias.

Como forma de proteção a Biblioteca dos Barris reduziu o horário de funcionamento em três horas. “Estamos fechando o espaço às 17h, em vez das 21h”, afirmou um funcionário, que preferiu não se identificar. "O acesso à biblioteca também está restrito. Na porta, visitantes são abordados para saber para onde vão e o que vão fazer"., disse.

O Sindicato dos Vigilantes da Bahia (Sindivigilantes), afirma que os profissionais não receberam salário este mês. "De acordo com o secretário de comunicação do Sindivigilantes, Jefferson Fernandes, a Lei Estadual nº 12.949, de 2012, conhecida como Lei Anticalote, está sendo desobedecida, o que justifica a paralisação das atividades. “A lei diz que o contratante tem que pagar até o quinto dia útil e, se isso não ocorrer, o governo terá 72 horas para efetuar o pagamento”, explicou ele. 

Notícias relacionadas