Cidade

Manifestação reivindica nova UPA na Cidade Baixa

A manifestação da Comunidade da Cidade Baixa, criticando a atual situação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Roma, que atende a população da região, localizado no Hospital São Jorge, está programada para acontecer na próxima segunda-feira (26). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação / Secom BA

Por Laura Lorenzo no dia 23 de Setembro de 2016 ⋅ 16:05

A manifestação da Comunidade da Cidade Baixa, criticando a atual situação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Roma, que atende a população da região, localizado no Hospital São Jorge, está programada para acontecer na próxima segunda-feira (26). O ponto de saída do protesto será no Largo do Papagaio e de lá os manifestantes seguirão até a Praça de Irmã Dulce.

Um dos líderes do movimento Jonnei Moraes conversou com o Metro1 e explicou que a UPA será desativada para ser transformada no Hospital da Mulher, o que pode deixar a população da cidade baixa sem atendimento. “O antigo Pan de Roma, onde era a UPA, está sendo reformado para virar o Hospital da Mulher, o que é ótimo. Mas eles vão desativar para transformar em atendimento exclusivo, então nos ficamos sem a UPA”. 

A sugestão de Moraes é que, após a inauguração do Hospital da Mulher, a UPA seja deslocada para uma outra região, e não desativada. Segundo ele, as secretarias estadual e municipal de saúde foram convocadas à manifestação para tentar solucionar o problema. “Queremos que eles estejam presentes para conversar com a comunidade e dar uma solução. A UPA já deixou de atender a oftalmologia, pediatria e ortopedia, então está muito complicado”, declarou Moraes.

A divulgação da manifestação será feita durante a Parada Gay da Cidade Baixa que acontece neste domingo (25). 

Notícias relacionadas