Cidade

"O chão tremeu e parecia uma implosão", relata morador sobre desabamento

"Um barulho crescente durou cerca de 30 segundos e o chão tremeu". Esse foi o relado de um dos moradores próximo do Centro de Convenções da Bahia, que teve parte doprimeiro andar danificado com um desabamento, nessa sexta-feira (23). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Matheus Simoni/ Metropress

Por Camila Tíssia no dia 24 de Setembro de 2016 ⋅ 11:36

"Um barulho crescente durou cerca de 30 segundos e o chão tremeu". Esse foi o relado de um dos moradores próximo do Centro de Convenções da Bahia, que teve parte do  primeiro andar danificado com um desabamento, nessa sexta-feira (23). Bruno Teixeira, 47 anos, estava em um novo supermercado da região, no bairro do Costa Azul, em Salvador, na noite do incidente e conversou com o Metro1, neste sábado (24).

"Inicialmente achei que fosse algo como um trovão, só que alguns clientes olharam para a janela, que estavam balançando e alguns ficaram desesperados e até abandonaram as compras. Ficamos sem saber um tempo o que era, e depois saíram e começaram a ver que tinha sido no Centro de Convenções. Depois, vendo o que aconteceu, ficou parecendo que foi uma implosão caindo tudo de cima para baixo", contou o rapaz.

Já o filho dele que estava em casa, Vinícius Fonseca, 18 anos, disse que a televisão balançou e quase cai. "Eu senti tudo aqui. Tremeu o quarto todo e a cama também. Não entendi nada".

O local amanheceu interditado, neste sábado e apenas o Corpo de Bombeiros, engenheiros e técnicos da Defesa Civil tiveram acesso a parte interna do Centro de Convenções. Os trabalhos de perícia tentam identificar o que provocou o incidente.

Leia mais:

Técnicos avaliam Centro de Convenções para apontar causa de desabamento

Notícias relacionadas