Cidade

Jovem que mede 2,18m de altura abandona escola após sofrer bullying

Um jovem baiano, morador do município de Ipiaú, que aos 17 anos tem 2,18 metros de altura, teve que abandonar a escola por sofrer bullying. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Giro Ipiaú

Por Luiza Leão no dia 28 de Setembro de 2016 ⋅ 19:00

Um jovem baiano, morador do município de Ipiaú, que aos 17 anos tem 2,18 metros de altura, teve que abandonar a escola por sofrer bullying. Rodrigo Santos Motta ainda não teve diagnóstico detectado por médicos, que apesar de relatarem um problema cerebral que provoca o crescimento desenfreado no garoto, ainda não confirmaram o gigantismo.

Rodrigo morava na zona rural do município de Ibirapitanga, no sul do estado, mas se mudou para Ipiaú, a fim de se dedicar ao tratamento contra o seu crescimento acelerado. Na escola, o garoto era alvo de críticas dos colegas.

Rodrigo enfrenta dificuldades para encontrar sapatos porque calça 56 e tem vergonha de sair de casa devido à sua altura. "A maior dificuldade é para comprar roupa, já que nenhuma serve. Também fica difícil dormir, porque não tenho sono e também porque não tem cama do meu tamanho", disse o jovem ao portal G1.

Notícias relacionadas