Cidade

Com menos de 24 horas de paralisação, servidores da Embasa decretam fim da greve

Os servidores da Embasa decretaram o fim da greve decretada na manhã desta segunda-feira (13). Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (Sindae-Ba), a decisão foi tomada em assembleias realizadas na sede da empresa e em outras 13 unidades regionais do interior. A categoria aceitou o reajuste de salarial de 8,34%, oferecido pela empresa. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação / Sindae-Ba

Por Stephanie Suerdieck no dia 13 de Julho de 2015 ⋅ 15:22

Os servidores da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) decretaram o fim da greve decretada na manhã desta segunda-feira (13). Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (Sindae-Ba), a decisão foi tomada em assembleias realizadas na sede da empresa e em outras 13 unidades regionais do interior.

A categoria aceitou o reajuste de salarial de 8,34%, oferecido pela empresa, repondo a inflação medida pelo INPC-IBGE para o período de maio de 2014 a abril de 2015. Ainda de acordo com o Sindae-Ba, a Embasa ofereceu outros benefícios, como o reajuste do tíquete refeição e auxílio creche, e se comprometeu a apresentar, em agosto, a proposta de revisão do plano de cargos e salários, que deverá ser implantando no primeiro semestre de 2016.

No entanto, a Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), que é a segunda maior empresa de saneamento do estado, permanece em greve. A paralisação da Cerb foi iniciada desde o último dia 6 de julho. Com isso, estão suspensos serviços como perfuração de poços artesianos e construção de sistemas de abastecimento de água no interior.


 

Notícias relacionadas