Cidade

Fechado desde junho, Museu do Cacau vai deixar o Comércio

O Museu do Cacau, que funcionou até junho de 2016 no prédio do Instituto do Cacau, no bairro do Comércio, vai ser transferido de local. De acordo com a Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia (Seagri), os secretários Vítor Bonfim, da Seagri e Jorge Portugal, da Cultura já iniciaram os diálogos sobre a questão, mas ainda não há uma definição de um novo espaço [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 07 de Outubro de 2016 ⋅ 08:27

O Museu do Cacau, que funcionou até junho de 2016 no prédio do Instituto do Cacau, no bairro do Comércio, vai ser transferido de local. De acordo com a Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia (Seagri), os secretários Vítor Bonfim, da Seagri e Jorge Portugal, da Cultura já iniciaram os diálogos sobre a questão, mas ainda não há a definição de um novo espaço.

Na edição dessa semana, o Jornal da Metrópole mostrou a situação de abandono do Instituto do Cacau – espaço onde funcionava o museu.  O prédio foi projetado em 1932 pelo arquiteto alemão Alexander Buddeus e inaugurado quatro anos depois. Um incêndio no ano de 2012 destruiu parte do edifício que desde então, aguarda obras de revitalização. De acordo com a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), a recuperação total do prédio deve acontecer em 2017. 

“A Saeb ainda esclarece que, por meio da Superintendência de Patrimônio (Supat), atua como facilitadora do diálogo entre os órgãos responsáveis pela conservação das áreas que ocupam. A Supat realiza vistorias técnicas periódicas e mantém escoramentos em todo o prédio público”, afirmou. As novas obras, porém, dependem da validação do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), pois se trata de um prédio tombado pelo Estado. 

Leia mais:

Instituto do Cacau sofre com abandono; reforma está prevista para 2017

 

Notícias relacionadas