Cidade

Sucesso de “Sr. Cidadão” na trilha de “Velho Chico” emociona Tom Zé

“Oh senhor cidadão, eu quero saber, eu quero saber: com quantos quilos de medo se faz uma tradição?” Os versos de Sr. Cidadão, música escrita e gravada pelo cantor e compositor Tom Zé em 1972 embalou muitas cenas da novela Velho Chico, da Rede Globo. Mais contemporânea do que nunca, a canção dialogou com a conjuntura política da ficção de Benedito Ruy Barbosa e a realidade do país [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Bárbara Silveira e Gabriel Nascimento no dia 27 de Outubro de 2016 ⋅ 15:10

“Oh, senhor cidadão, eu quero saber, eu quero saber: com quantos quilos de medo se faz uma tradição?” Os versos de Sr. Cidadão, música escrita e gravada pelo cantor e compositor Tom Zé, em 1972, embalou muitas cenas da novela Velho Chico, da Rede Globo. Mais contemporânea do que nunca, a canção dialogou com a conjuntura política da ficção de Benedito Ruy Barbosa e a realidade do país.

Em conversa descontraída com Mário Kertész nessa quinta-feira (27), Tom Zé afirmou ter ficado emocionado com a repercussão. “Todo mundo viu, os momentos que passou a música que eles fizeram como se fosse um clipe. As pessoas me falaram muito emocionadas e eu também. A Neusa [esposa de Tom Zé] me chamou a atenção para isso, é a pessoa culta aqui de casa”, disse. A trilha sonora da novela contou ainda com canções como “Tropicália”, de Caetano Veloso, “Flor de Tangerina”, de Alceu Valença e “Caravana”, de Geraldo Azevedo. 

>> Tom Zé completa 80 anos, fala de disco e relembra infância em Irará

No dia 9 de novembro, os baianos vão poder acompanhar, ao vivo, a apresentação de Tom Zé em Salvador. “Às19h, na Concha eu tenho um show que é o lançamento do disco. Mas vou no dia 8 pra fazer um bate-papo com essas crianças”, adiantou.  Quando convidado por MK para uma visita à Rádio Metrópole, o músico não hesitou: "Tá aí uma coisa maravilhosa, ô, meu Deus. Eu tô pedindo que marque essa passagem, eles vão pagar uma hospedagem a mais, então, que marque essa passagem de forma que a gente possa ter essa conversa. Não sei qual é o lugar [da rádio], mas vou ver aqui em casa e peço aqui que ligue pra você pra ver se é possível. A gente chega 12h no hotel, pra mais ou menos 14h fazer essa palestra, marcar pra terminar 15h, e como não deve ser longe... Onde é o estúdio da rádio?", questionou.

"Mando buscar você! Bota numa moto, você vem rápido", brincou MK, que acabou se surpreendendo com a resposta: "Tá! Puxa vida, tenho tanta gratidão, toda vez que tenho uma coisa nova você me chama, muito obrigado", finalizou Tom Zé. 

Ouça Sr. Cidadão: 

Ouça a entrevista completa:

 

 

Notícias relacionadas