Cidade

"Cabô, cabô a brincadeira": Tuca revela detalhes de assalto em estúdio

O cantor Tuca Fernandes e sua banda foram vítimas de um assalto, na tarde desta terça-feira (1º), enquanto ensaiavam em um estúdio, na Avenida Centenário. Em entrevista ao Metro1, o artista contou como tudo aconteceu. Segundo Tuca, dois homens armados invadiram o local, por volta das 14h, e os ameaçaram de morte. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Jessica Galvão no dia 01 de Novembro de 2016 ⋅ 20:08

O cantor Tuca Fernandes e sua banda foram vítimas de um assalto, na tarde desta terça-feira (1º), enquanto ensaiavam em um estúdio, na Avenida Centenário. Em entrevista ao Metro1, o artista contou como tudo aconteceu. Segundo Tuca, dois homens armados invadiram o local, por volta das 14h, e os ameaçaram de morte.

"A gente estava no estúdio ensaiando e entraram dois caras, um armado e um outro catando as coisas: 'cabô, cabô a brincadeira', e ameaçando matar o nosso produtor que estava na porta, mais perto de um deles. Eles pareciam estar muito drogados", disse. "A minha preocupação maior foi com meu produtor porque os bandidos estavam dizendo que iam matar ele, atirar nele. Todo mundo entregou as carteiras, os relógios, as mochilas. Nos ameaçaram. E quando ele disse que ia matar o produtor, eu comecei a ficar nervoso e falei 'rapaz, não faça isso não, pera ai', ai ele saiu da mira do produtor e veio pra cima de mim e disse que eu estava falando demais. Ficamos todos sem ação", contou o artista.

"É uma situação muito ruim. Você ficar dentro de um estúdio, sem ter pra onde correr, ninguém olhando, só Deus mesmo e os espíritos de luz que estavam ali com a gente e, graças a Deus, não fizeram nada. Mas ele ameaçou duas vezes atirar em meu produtor André e em mim", disse.

A banda ia ser presa dentro do estúdio. 

"Quando pegaram a mochila, pegaram também a aliança e o laptop do tecladista que tinha o show todo pronto gravado. Eles saíram e disseram que iam trancar a gente lá dentro. 'Não vem ninguém senão a gente vai matar um', contou.

Abalado com a situação, Tuca questiona a falta de segurança na cidade. "A gente não tem sossego em um estúdio, onde a gente ensaia há mais de 20 anos, nunca teve nenhum problema. Eram duas horas da tarde. Você tem segurança aonde? Vai ficar em casa? Imagine. É difícil, é triste, é muito triste", relatou e agradeceu pela vida que não foi tirada. "Agora é agradecer a Deus que ninguém foi ferido e que não houve nada mais grave", disse.

Notícias relacionadas