Cidade

José Alves provoca oposição e diz que "não adianta fazer remendos" no CCB

Questionado sobre o Centro de Convenções, em Salvador, durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (3), o secretário estadual de Turismo, José Alves, desconsiderou mais uma reforma no espaço do Stiep, reafirmou a construção de um novo equipamento e aproveitou para alfinetar a oposição ao governo de Rui Costa (PT) no estado. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 03 de Novembro de 2016 ⋅ 10:05

Questionado sobre o Centro de Convenções, em Salvador, durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (3), o secretário estadual de Turismo, José Alves, desconsiderou mais uma reforma no espaço do Stiep, reafirmou a construção de um novo equipamento e aproveitou para alfinetar a oposição ao governo de Rui Costa (PT) no estado. "Vamos fazer um novo Centro de Convenções. Onde quer que esteja, não importa, a gente precisa de um centro. Não adianta fazer remendos. Estamos disputando com Fortaleza, Maceió, Recife, Aracajú... Temos que chegar para valer", afirmou.

"É um assunto que tá na pauta do governador, estamos discutindo isso. Tem que ser feito com muito cuidado porque é uma situação que mexe, realmente, com o turismo corporativo. Toda decisão tem que ser muito bem pensada. Não adianta ficar respondendo se levando pela coisa da política, que não vai se resolver. Acho interessante que o governo de Rui é forte, a única coisa que a oposição consegue falar é do Centro de Convenções, e na verdade foi um acidente que aconteceu, estávamos prontos para reabrir. Logo, logo vai ser dado com precisão como será feito", acrescentou.

Para o secretário, o acidente — que não deixou vítimas — serviu "para abreviar a decisão" de construir outro equipamento. "A reforma desse equipamento [no Stiep], de uma forma de outra, é jogar dinheiro fora. Estávamos fazendo algo paleativo. Infelizmente, ou felizmente, aconteceu o acidente no momento que tinha que acontecer pra mostrar que não era mais viável. Se você jogar mais dinheiro pra consertar aquilo, vai se gastar muito. É melhor fazer um novo. Vamos então para o novo", declarou. Apesar de garantir a construção do novo centro, Alves evitou comentar o local. "Tem vários. Eu não fujo de pergunta, mas como é uma decisão que passa pelo governador não queria antecipar nada", concluiu.

Leia também:

ACM Neto sobre Centro de Convenções: “R$ 40 milhões numa solução desastrosa"

Notícias relacionadas