Cidade

Até agora, nenhum condutor de "cinquentinha" foi multado em Salvador

Até a manhã desta sexta-feira (4), nenhum condutor de motos "cinquentinha" foi multado em Salvador, segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). A obrigatoriedade da habilitação para dirigir o veículo começou a valer desde a última terça-feira (1º). Ainda, de acordo com informações do órgão, não houve apreensão de nenhum veículo desse tipo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / GovPB

Por Yasmin Garrido no dia 04 de Novembro de 2016 ⋅ 14:26

Até a manhã desta sexta-feira (4), nenhum condutor de motos "cinquentinha" foi multado em Salvador, segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador). A obrigatoriedade da habilitação para dirigir o veículo começou a valer desde a última terça-feira (1º). Ainda, de acordo com informações do órgão, não houve apreensão de nenhum veículo desse tipo.

A Transalvador afirmou que diariamente são realizadas blitze da Operação Lei Seca para combater a prática da direção associeda ao àlcool, além de blitze gerais, para a fiscalização de todo tipo de infração. Nestas operações também são abordadas motocicletas e cinquentinhas, além de haver a fiscalização nas ruas pelos agentes de trânsito e câmeras.

Habilitação e ACC

De acordo com determinação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), desde a terça-feira (1º), o motorista que for pego conduzindo cinquentinha sem habilitação será multado no valor de R$ 880,41, o que corresponde à infração gravíssima, além de ter o veículo apreendido.

Para dirigir a chamada moto "cinquentinha", o motociclista precisa ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A, referente a motos, ou a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC). Os motoristas protestaram na última segunda-feira (31) e nesta quinta-feira (3) contra a falta de cursos em autoescolas para garantir a ACC, além de requererem ao Detran a gratuidade para a obtenção do documento. 

O Detran-BA anunciou em nota que irá publicar uma portaria neste fim de semana para autorizar as autoescolas a matricularem interessados em obter ACC nas turmas teóricas destinadas à habilitação do tipo A, dos condutores de motocicletas.

De acordo com a nova regra, o aluno que pretende tirar a ACC poderá frequentar, por 20 horas, as turmas reservadas para a habilitação da categoria A. Já as 10 horas de exercício prático serão realizadas em motos de 50 cilindradas.

Notícias relacionadas