Cidade

Com a proximidade junho, OSID alerta para queda no estoque de sangue

O nível médio de coleta de sangue das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) ficou bem abaixo do normal, nos primeiros cinco meses de 2015. Com o resultado, a Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) faz um apelo à população para elevar o estoque de bolsas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Correio*

Por Stephanie Suerdieck no dia 25 de Maio de 2015 ⋅ 08:17

O nível médio de coleta de sangue das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) ficou bem abaixo do normal, nos primeiros cinco meses de 2015. Com o resultado, a Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) faz um apelo à população para elevar o estoque de bolsas. De acordo com Marília Sentges, líder do banco de sangue da Osid, a UCT fechou o mês de abril com apenas 328 bolsas de sangue coletadas, o que representa um volume 50% inferior ao considerado ideal, que é de 680 bolsas por mês. Além disso, houve pouco movimento de doadores em maio.

Junto a este cenário, há a expectativa da demanda associada ao mês de junho, quando muitas pessoas costumam viajar para aproveitar as festas de São João no interior do Estado. Segundo Marília Sentges, este ano, como o período dos festejos juninos será antecedido pelo feriado prolongado de Corpus Christi, o fluxo de saída da cidade vai acontecer duas vezes no mês, aumentando o risco de acidentes. "Além do perigo nas estradas, com o movimento em ambos os feriados, nas festas juninas geralmente há ocorrências com queimaduras, o que nos deixa sempre em alerta". A líder do banco de sangue da Osid lembra, ainda, que cada bolsa de sangue doada pode salvar até quatro vidas.

As doações de sangue podem ser feitas diretamente na UCT das Obras Sociais Irmã Dulce, localizada na sede da instituição (Avenida Bonfim, Largo de Roma), de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h.

 

Notícias relacionadas