Cidade

"Diga Não ao Cerol": Câmara quer proibir venda de linha cortante em Salvador

O presidente da Câmara de Salvador, Paulo Câmara (PSDB), ingressou com um projeto que proíbe a venda comercial, bem como o uso, da linha chilena de óxido de alumínio, silício e cerol, usada para empinar pipas. A iniciativa visa coibir acidentes com motoristas que passam por locais onde este tipo de brincadeira é muito comum. "O objetivo do projeto 'Diga Não ao Cerol' é preservar vidas e o meio ambiente", afirmou o vereador em sua conta no Twitter. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 22 de Julho de 2015 ⋅ 16:30

O presidente da Câmara de Salvador, Paulo Câmara (PSDB), ingressou com um projeto que proíbe a venda comercial, bem como o uso, da linha chilena de óxido de alumínio, silício e cerol, usada para empinar pipas. A iniciativa visa coibir acidentes com motoristas que passam por locais onde este tipo de brincadeira é muito comum. "O objetivo do projeto 'Diga Não ao Cerol' é preservar vidas e o meio ambiente", afirmou o vereador em sua conta no Twitter. Segundo o PL 165/13 , o estabelecimento comercial que for flagrado vendendo o material será punido com multa e até suspensão do alvará de funcionamento. O projeto também prevê que a atribuição de fiscalizar a venda caberá à Superintendência de Segurança Urbana e Prevenção à Violência (Susprev), além de coibir e apreender as linhas com cerol. O PL deve ser colocado para votação nesta semana.

Dei entrada neste projeto para proibir a venda, bem como o uso da linha chilena de óxido de alumínio, silício e cerol pic.twitter.com/3ba9uWHbyA

— Paulo Câmara (@ver_paulocamara) 22 julho 2015

Notícias relacionadas

[Áreas nobres de Salvador ficam sem água nesta terça ]
Cidade

Áreas nobres de Salvador ficam sem água nesta terça 

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Novembro de 2018 ⋅ 07:20 em Cidade

De acordo com a Embasa, a medida será tomada para a manutenção periódica e lavagem em equipamentos do reservatório que fica no bairro da Federação