Cidade

Prefeitura recolhe quase 100 toneladas em faxinaço contra mosquitos aedes

Teve início nesta segunda-feira (27) mais uma rodada do "faxinaço" promovido pela Prefeitura para tentar acabar com os focos dos mosquitos aedes aegypti e albopictus, transmissores da dengue, zika e chikungunya. Nos primeiros dias da ação em seis bairros na cidade, quase 100 toneladas de lixo foram recolhidas das ruas e mais de 300 focos dos insetos foram eliminados. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Getty Images

Por Matheus Simoni no dia 27 de Julho de 2015 ⋅ 19:24

Teve início nesta segunda-feira (27) mais uma rodada do "faxinaço" promovido pela Prefeitura para tentar acabar com os focos dos mosquitos aedes aegypti e albopictus, transmissores da dengue, zika e chikungunya. Nos primeiros dias da ação em seis bairros na cidade, quase 100 toneladas de lixo foram recolhidas das ruas e mais de 300 focos dos insetos foram eliminados. O faxinaço contou com o envolvimento de 135 profissionais que visitaram 650 imóveis em 30 ruas trabalhadas.

Até quarta-feira, a mobilização deve continuar sendo realizada nos bairros da Boca do Rio, Pituaçu, Stiep, Costa Azul, Imbuí e Bonfim. Agentes de endemias e da Limpurb intensificarão as visitas casa a casa, trabalhos de remoção e descarte de lixo, vistoria de depósitos elevados (caixas d'água e calhas) e distribuição de material educativo. O objetivo do mutirão é atingir, até o final de 2015, a marca de um milhão de logradouros beneficiados pelos faxinaços de limpeza.

No primeiro semestre, a capital baiana registrou 1.062 casos de dengue, enquanto no mesmo período do ano passado, foram confirmadas 4.344 pessoas infectadas. A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde confirmou, ainda, três casos de zika vírus nos primeiros sete meses deste ano, enquanto outras 17 mil ocorrências suspeitas seguem sob análise. No caso da chikungunya, a Prefeitura contabilizou quatro casos em 2015. 

 

Notícias relacionadas