Cidade

Neif Musse critica existência da 'Indústria do Papa Defunto'

Durante o Entre Páginas realizado nesta terça-feira (28), no Teatro Eva Herz, o médico cardiologista Neif Musse falou sobre a existência da "Indústria do Papa Defunto", que envolve empresas funerárias que lucram com a morte de pacientes de hospitais. [?eia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Simoni no dia 28 de Julho de 2015 ⋅ 19:00

Durante o Entre Páginas realizado nesta terça-feira (28), no Teatro Eva Herz, o médico cardiologista Neif Musse falou sobre a existência da "Indústria do Papa Defunto", que envolve empresas funerárias que lucram com a morte de pacientes de hospitais. Ele criticou este tipo de ação e falou sobre as pessoas que lucram com esta atividade. "Em muitos hospitais, a primeira pessoa que vai receber a notícia da morte é o agente funerário, e não a viúva ou viúvo. E aí, neste momento, há uma necessidade da indústria da morte girar a economia. Nesse momento de desespero, querem vender o melhor caixão, aveludado e com muitas flores. Naquele afã de dar o melhor para o familiar, a viúva e o viúvo acabam comprando esse caixão mais caro", disse ele.

Notícias relacionadas