Cidade

Ouvinte diz que funcionários estão presos em elevador dos Correios há uma hora

Após ter sua sede embargada, no bairro da Pituba, na última segunda-feira (27), pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), por não possuir condições de habitação e seguranças exigidas pela legislação municipal, os Correios voltam a ser alvo de mais uma denúncia. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Correio

Por Matheus Morais no dia 29 de Julho de 2015 ⋅ 11:32

Após ter sua sede embargada, no bairro da Pituba, na última segunda-feira (27), pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), por não possuir condições de habitação e seguranças exigidas pela legislação municipal, os Correios voltam a ser alvo de mais uma denúncia. Em participação na Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (29), uma ouvinte de prenome Daniela disse que algumas pessoas estavam presas em um elevador do prédio há mais de uma hora. “Isso é uma situação recorrente, acontece praticamente todos os dias”, acusou.

Os Correios têm o prazo de 30 dias para a recuperação estrutural do edifício. Caso o prédio não seja reformado dentro do prazo, o local será interditado pela Sucom.

De acordo com informações de um ouvinte, que não quis ter o nome divulgado, o prédio não apresenta estrutura adequada para os funcionários e clientes. Falta climatização, ar condicionado, papel higiênico, além de haver estruturas caindo, infiltrações e problemas na rede elétrica.

Funcionários dos Correios também informaram que em 2014 as atividades foram paralisadas por 15 dias por causa dos problemas de estrutura no imóvel.

Notícias relacionadas