Cidade

Academias sem profissionais formados são fechadas em Brotas e São Cristóvão

Cinco academias foram fechadas e cinco pessoas que exerciam ilegalmente a profissão de educador físico foram encaminhadas à delegacia para prestar esclarecimentos durante uma fiscalização realizada pelo Conselho Regional de Educação Física (Cref), em Salvador. [Leia mais...]

[Academias sem profissionais formados são fechadas em Brotas e São Cristóvão]
Foto : Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 21 de Fevereiro de 2017 ⋅ 19:19

Cinco academias foram fechadas e cinco pessoas que exerciam ilegalmente a profissão de educador físico foram encaminhadas à delegacia para prestar esclarecimentos durante uma fiscalização realizada pelo Conselho Regional de Educação Física (Cref), em Salvador. 

Quatro unidades fechadas estão localizadas no bairro de São Cristóvão e uma delas no Matatu de Brotas. Ao G1, o supervisor de fiscalização do Cref, Jaílson Andrade, afirmou que as unidades já haviam sido notificadas, mas não resolveram pendências anteriores. De acordo com ele, não havia profissionais nas academias. 

Três das cinco pessoas que foram prestar esclarecimentos à polícia atuavam sem registro profissional. Uma outra pessoa conduzia treinos funcionais na orla da capital sem formação especializada. 

Segundo o supervisor, as pessoas notificadas que prestaram depoimentos assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e devem responder processo judicial. A operação que fiscalizou as academias ocorreu nos dias 7 e 8 de fevereiro.

Notícias relacionadas