Cidade

Câmara aprova projeto que regulamenta gorjeta

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (21), um projeto que regulamenta a cobrança da gorjeta, valor pago por clientes a garçons, camareiros e outros profissionais em restaurantes, hotéis e estabelecimentos similares. O projeto mantém a cobrança da taxa como facultativa. [Leia mais...]

[Câmara aprova projeto que regulamenta gorjeta]
Foto : Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 21 de Fevereiro de 2017 ⋅ 19:55

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (21), um projeto que regulamenta a cobrança da gorjeta, valor pago por clientes a garçons, camareiros e outros profissionais em restaurantes, hotéis e estabelecimentos similares. O projeto mantém a cobrança da taxa como facultativa. Como a matéria já havia sido aprovada no Senado vai agora à sanção presidencial.

O projeto considera a gorjeta como um valor pago de forma espontânea pelo cliente ao funcionário, como também o valor cobrado pela empresa, como serviço ou adicional, a qualquer título, e destinado à distribuição aos empregados. O texto salienta que a gorjeta não constitui receita própria dos empregadores e deve ser destinada aos trabalhadores.

O projeto estabelece ainda que as empresas que cobrarem a gorjeta poderão usar, mediante acordo ou convenção coletiva, determinado percentual para custear encargos sociais, previdenciários e trabalhistas. 

De acordo com o texto “o empregador será obrigado a anotar na Carteira de Trabalho e Previdência Social e no contracheque de seus empregados o salário contratual fixo e o percentual percebido a título de gorjeta”, e as empresas deverão anotar o salário fixo e a média dos valores das gorjetas referente aos últimos 12 meses. 

Notícias relacionadas