Cidade

Cadena questiona modelo do carnaval pipoca: "Quem vai sustentar?"

Nos últimos três anos, o folião pipoca tem voltado a tomar as ruas dos circuitos, como nos velhos carnavais. Em entrevista à Rádio Metrópole, o jornalista e publicitário, Nelson Cadena, avaliou o modelo do carnaval pipoca, como negócio. [Leia mais...]

[Cadena questiona modelo do carnaval pipoca:
Foto :

Por Milene Rios e Matheus Morais no dia 23 de Fevereiro de 2017 ⋅ 08:50

Nos últimos três anos, o folião pipoca tem voltado a tomar as ruas dos circuitos, como nos velhos carnavais. Em entrevista à Rádio Metrópole, o jornalista e publicitário, Nelson Cadena, avaliou o modelo do carnaval pipoca, como negócio, mas questionou sobre os gastos do poder público. 

“Ele é maravilhoso. Mas esse modelo vai se sustentar sempre pelo governo? Acho que agora o grande desafio é atrair a iniciativa privada para esse tipo de Carnaval”, disse o pesquisador citando ainda sobre os carnavais de clubes, que acabaram na capital.  “Pode voltar, mas não simultâneo. Pode voltar como pré carnaval, mesmo porque os clubes minguaram. O Bahiano (clube), hoje, por exemplo, não tem espaço para fazer um Carnaval”, pontuou Cadena. 

 

Notícias relacionadas