Cidade

Após 11 dias, ainda não há pistas sobre suspeito de estuprar médica

Depois de 11 dias do crime de estupro a uma médica em Salvador, a polícia ainda não tem informações sobre o homem que raptou e abusou sexualmente a médica do Hospital São Rafael. O Metro1, em contato com a 10ª delegacia de Pau da Lima, departamento responsável pelas investigações, obteve informações de que o processo está em fase de coleta de provas, sem identificação, ainda, de um suspeito. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Leitor Metro1

Por Bárbara Gomes no dia 26 de Maio de 2015 ⋅ 14:40

Depois de 11 dias do crime de estupro a uma médica em Salvador, a polícia ainda não tem informações sobre o homem que raptou e abusou sexualmente a médica do Hospital São Rafael. O Metro1, em contato com a 10ª delegacia de Pau da Lima, departamento responsável pelas investigações, obteve informações de que o processo está em fase de coleta de provas, sem identificação, ainda, de um suspeito.

O delegado Willian Achan, titular da delegacia, aguarda o recebimento de mais imagens de câmeras de seguranças dos estabelecimentos próximos ao precurso do crime, para apoiar a investigação. O delegado disse que a maior dificuldade está sendo justamente a busca de informações. A vítima, de 32 anos, saía do plantão na sexta-feira (15), quando foi abordada no estacionamento Well Park, sendo obrigada a sair do local dirigindo o próprio carro e em seguida estuprada perto de um matagal.  

A polícia chegou a divulgar o retrato falado do suspeito no domingo (17). Mas até o momento, a imagem construída só causou polêmica, quando publicada em redes sociais na internet, três homens prestaram queixa por serem confundidos e acusados de estupro.

Notícias relacionadas