Cidade

Neto tentar assumir paternidade do metrô 'é piada', diz Aladilce

Na tarde desta segunda-feira (13), durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Salvador (CMS), a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) disse que "é uma coisa artificial e absurda ACM Neto (DEM) e a bancada dele dizerem que foi foi graças ao prefeito que o metrô foi para os trilhos". [Leia mais...]

[Neto tentar assumir paternidade do metrô 'é piada', diz Aladilce]
Foto : Matheus Morais/Metropress

Por Yasmin Garrido e Matheus Morais no dia 13 de Março de 2017 ⋅ 16:29

Na tarde desta segunda-feira (13), durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Salvador (CMS), a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) disse que "é uma coisa artificial e absurda ACM Neto (DEM) e a bancada dele dizerem que foi foi graças ao prefeito que o metrô foi para os trilhos". Aladilce declara ainda que as obras do metrô foram possível graças ao "investimento de R$ 5 bilhões do Governo do Estado e de R$ 2 do Governo Federal".

"A populção reconhece e lembra que a obra do metrô começou lá com Imbassahy, inclusive sendo piada nacional, e só com o governo Wagner e depois com o governo Rui que o metrô entrou, de fato, nos trilhos, melhorando a vida da população", afirmou a vereadora. Aladilce disse também que "parece piada o prefeito querer pongar na obra do Metrô". A vereadora concluiu dizendo que a Prefeitura de Salvador "nunca teve condição e capacidade de gestão de levar a obra do metrô adiante".

Notícias relacionadas