Cidade

Após confessar crime, jovem diz que cantor morto tinha ligação com tráfico

O terceiro e principal envolvido na morte do cantor e compositor Felipe Yves foi apresentado à imprensa nesta terça-feira (14), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador. [Leia mais...]

[Após confessar crime, jovem diz que cantor morto tinha ligação com tráfico]
Foto : Alberto Maraux/Divulgação

Por Yasmin Garrido no dia 14 de Março de 2017 ⋅ 15:26

O terceiro e principal envolvido na morte do cantor e compositor Felipe Yves foi apresentado à imprensa nesta terça-feira (14), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador.

Ueslei Silva Sarinho, conhecido como Heures, de 22 anos, acusou a vítima de ter envolvimento com o tráfico de drogas e disse que essa foi a motivação do crime.

Nesta terça, Heures disse que atirou quatro vezes contra o músico e, após deixar o local do crime, se escondeu em Castelo Branco, na casa do irmão. O jovem era um dos líderes do tráfico em Cajazeiras 11 e foi preso na última segunda (13), enquanto tentava fugir.

Notícias relacionadas