Cidade

Hospital Espanhol retoma filantropia e presidente aposta em novos investidores

O Hospital Espanhol, fechado há dois anos por causa de uma crise financeira, voltou a ser considerado uma entidade filantrópica, depois de vencer um processo contra uma dívida previdenciária com valor aproximado de R$ 200 milhões, na última quarta-feira (14). A presidente da Real Sociedade Espanhola de Beneficência, Niéves Andrés Gonzáles, acredita que a retomada da filantropia pode ser um incentivo para novos investidores. [Leia mais...]

[Hospital Espanhol retoma filantropia e presidente aposta em novos investidores]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Luiza Leão no dia 15 de Março de 2017 ⋅ 17:53

O Hospital Espanhol, fechado há dois anos por causa de uma crise financeira, voltou a ser considerado uma entidade filantrópica, depois de vencer um processo contra uma dívida previdenciária com valor aproximado de R$ 200 milhões, na última quarta-feira (14). A presidente da Real Sociedade Espanhola de Beneficência, Niéves Andrés Gonzáles, acredita que a retomada da filantropia pode ser um incentivo para novos investidores.
 
"Eu não sei te precisar isso da filantropia com relação às dívidas, mas acredito que venha a beneficiar o hospital em termos de investidor, no caso de ajudar na queda justamente da dívida", disse ao Metro1. O processo para retomar a filantropia estava na justiça desde 2008. Desde então, o Hospital Espanhol perdeu a isenção do IPTU e a contribuição patronal ao Instituto Nacional de Previdência Social (INPS). 
 
Sobre a audiência de conciliação entre a entidade e a Desenbahia, que foi realizada na última quinta-feira (9), na tentativa de chegar a um acordo sobre a dívida de R$ 53 milhões, Niéves contou que o Hospital Espanhol ainda aguarda a decisão judicial. "O veredito do juiz não saiu ainda. A previsão é que esse resultado saia sexta-feira", falou Niéves. 

Notícias relacionadas