Cidade

Terceirizados protestam no Colégio Central; aulas são suspensas

Funcionários de limpeza e merendeiras terceirizados do governo estadual realizam um protesto dentro do Colégio Estadual Central, localizado no bairro de Nazaré, na manhã desta quarta-feira (5). O sindicalista Edson Conceição de Araújo [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Sindilimp-BA

Por Gabriel Nascimento no dia 05 de Agosto de 2015 ⋅ 12:10

Funcionários de limpeza e merendeiras terceirizados do governo estadual realizam um protesto dentro do Colégio Estadual Central, localizado no bairro de Nazaré, na manhã desta quarta-feira (5). O sindicalista Edson Conceição de Araújo, coordenador executivo do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública na Bahia (Sindilimp-BA), informou que por esse motivo as aulas foram suspensas.

De acordo com Edson, o salário da categoria está atrasado há aproximadamente dois meses. “Estamos sem salários, vale-refeição, vale-transporte, que também estão atrasados há mais de dois meses. Além disso, o nosso FGTS e INSS não estão sendo depositados", disse ao G1. Cerca de 50 pessoas participam da manifestação com faixas e cartazes, que começou por volta das 5h30. O sindicalista ressaltou que se não houver negociação, novos protestos irão ocorrer em escolas e prédios do estado.


 

Notícias relacionadas

[Maratona de Salvador garante R$ 163 mil em premiações]
Cidade

Maratona de Salvador garante R$ 163 mil em premiações

Por Matheus Simoni no dia 23 de Setembro de 2018 ⋅ 15:00 em Cidade

Os maratonistas que ficaram em primeiro lugar na categoria geral masculina e feminina levam para casa R$ 22 mil. A prova aconteceu na manhã de hoje (23), em Salvador