Cidade

Prefeitura autoriza ações emergenciais em Salvador após chuvas no início de abril

A Prefeitura de Salvador divulgou nesta quarta-feira (5) os números referentes ao período das chuvas em Salvador no início do mês, no Palácio Thomé de Souza. Segundo a gestão municipal, somente nos primeiros quatro dias de abril deste ano, o índice de chuvas na capital baiana foi de 35mm – ou seja, pouco mais de 10% do volume previsto para todo o mês, que é de 309mm.[Leia mais...]

[Prefeitura autoriza ações emergenciais em Salvador após chuvas no início de abril]
Foto : Max Haack/Agecom

Por Matheus Simoni no dia 05 de Abril de 2017 ⋅ 16:28

A Prefeitura de Salvador divulgou nesta quarta-feira (5) os números referentes ao período das chuvas em Salvador no início do mês, no Palácio Thomé de Souza. Segundo a gestão municipal, somente nos primeiros quatro dias de abril deste ano, o índice de chuvas na capital baiana foi de 35mm – ou seja, pouco mais de 10% do volume previsto para todo o mês, que é de 309mm.

A Prefeitura reiterou que vai intensificar o número de ações preventivas na cidade para dar mais conforto e segurança à população. Na ocasião, o prefeito ACM Neto afirmou que foram autorizadas ações emergenciais para resolver situações que surgiram nas chuvas iniciadas na semana passada.

Dentre as iniciativas estão o aumento da revisão do sistema de iluminação da cidade e limpeza de resíduos sólidos. Também foi solicitada prioridade na limpeza de canais na região do Subúrbio Ferroviário e na Vasco da Gama, para garantir que o sistema de drenagem funcione e evite casos de alagamento. Locais que apresentaram pontos de retenção de água nas chuvas recentes estão sendo acompanhados atentamente para identificação e solução do problema.

Além disso, serão ampliadas para 24 o número de equipes da Operação Tapa-Buracos, para recomposição do asfalto em locais com maior desgaste como as avenidas Mário Leal Ferreira (Bonocô), Vasco da Gama e Garibaldi. A iniciativa será realizada também na Ligação Iguatemi-Paralela e no bairro do Imbuí.

De acordo com a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), a pasta registrou 724 ocorrências, sendo 470 delas referente a poda de árvores. Cerca de 80% dos 151 casos de pontos de alagamento já foram ou estão sendo solucionados.

Outros 79 casos de fuga de material – quando o sistema de drenagem rompe e forma crateras no solo com o passar do tempo – estão em fase de investigação e posterior solução. Assim como os demais órgãos que compõem o Sistema Municipal de Defesa Civil (SMDC), a Seman estará de prontidão 24h para atender aos casos de manutenção provocados pelas chuvas.

Notícias relacionadas