Cidade

Ministério Público investiga denúncias de estudantes de veterinária da Unime

Após denúncias de alunos, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) vai investigar a faculdade União Metropolitana de Educação e Cultura (Unime). Os estudantes de medicina veterinária, que estudam no campus de Lauro de Freitas, denunciaram a instituição depois da redução de carga horária das disciplinas e pela imposição de um regime de gradeamento dos créditos disciplinares diferente do tradicional, nomeado por "Flex". [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Bárbara Gomes no dia 11 de Agosto de 2015 ⋅ 14:30

Após denúncias de alunos, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) vai investigar a faculdade União Metropolitana de Educação e Cultura (Unime). Os estudantes de medicina veterinária, que estudam no campus Lauro de Freitas, denunciaram a instituição depois da redução de carga horária das disciplinas e pela imposição de um regime de gradeamento dos créditos disciplinares diferente do tradicional, nomeado por "Flex". 

A 7ª Promotoria de Justiça de Lauro de Freitas vai apurar as reivindicações dos estudantes, que alegaram ter quantidade de disciplinas limitadas, com as mais importantes sendo ministradas por internet. Além disso, também há a denúncia de que vários professores estão sendo demitidos por causa das modificações na grade curricular. O diretório da faculdade marcou uma assembleia para o dia 19 de agosto, na tentativa de resolver a situação.

Notícias relacionadas