Cidade

CAB pode ser um dos circuitos do carnaval de Salvador em 2016

Na tarde desta quarta-feira (12), na Governadoria, o músico baiano Carlinhos Brown, acompanhado do presidente do Olodum, João Jorge, apresentou ao governador Rui Costa um projeto para que o circuito do Carnaval voltado para o desfile de blocos afros seja realizado na área do CAB. A vontade do cantor é que a novidade já seja implantada para o Carnaval de 2016. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Raul Golinelli /GOVBA

Por Stephanie Suerdieck no dia 12 de Agosto de 2015 ⋅ 19:08

Um sonho antigo das entidades carnavalescas de matriz africana pode estar próximo de se tornar realidade. Durante uma audiência na tarde desta quarta-feira (12), na Governadoria, o músico baiano Carlinhos Brown, acompanhado do presidente do Olodum, João Jorge, apresentou ao governador Rui Costa um projeto para que o circuito do Carnaval voltado para o desfile de blocos afros seja realizado na área do Centro Administrativo da Bahia.

O espaço contaria com arquibancadas de acesso gratuito, circuito de blocos, palcos, praça de alimentação, camarotes e toda a estrutura para transmissão da festa em redes de televisão. “Gostamos muito da ideia, vamos iniciar estudos de viabilidade econômica do projeto e ver de que forma o Estado pode apoiar, para que essas entidades tenham um lugar onde consigam mostrar toda a sua beleza”, disse o governador.

Para Carlinhos Brown, o projeto, que também é defendido pelo Olodum e Ilê Aiyê, não compete e nem vai interferir no desfile dos outros blocos nos circuitos tradicionais. “Eles vão continuar desfilando, mas esse espaço permitirá que as nossas entidades tenham suas alegorias, fantasias e coreografias valorizadas e mostradas para o mundo, além de mais conforto para o público”, disse o artista. A vontade do cantor e compositor baiano é que a novidade já seja implantada para o Carnaval de 2016.

O anúncio quase foi feito na manhã desta quarta, em primeira mão, na Rádio Metrópole, durante a entrevista do secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal. Questionado sobre os projetos do Carnaval, Portugal brincou e disse que estava com a língua coçando, mas não podia falar das novidades. “Hoje de tarde tem uma reunião por isso. Precisa sim dar uma oxigenada nesse modelo. [...] Está sendo pensada uma terceira vertente. Um carnaval cultural. Mas é só isso que eu posso dizer”.

 

Notícias relacionadas