Cidade

Entre Páginas: Abílio Diniz, Blota Jr e Chacrinha

O Entre Páginas desta semana começa com a sugestão de “Abílio, Determinado, Ambicioso, Polêmico - A Trajetória de Abílio Diniz, o Empresário Brasileiro Mais Importante do Varejo Global” de Cristiane Correa. Em 1948 o imigrante Valentim dos Santos Diniz inaugurou uma discreta doceria em São Paulo chamada Pão de Açúcar. Era o passo inicial para a construção de uma companhia que se tornaria a maior varejista do Brasil, com um faturamento anual de 64,4 bilhões de reais em 2013. Foi graças à ambição de Abílio Diniz que o pequeno negócio familiar se transformou numa potência. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Ilustrativa

Por Nardele Gomes no dia 13 de Agosto de 2015 ⋅ 17:16

O Entre Páginas desta semana começa com a sugestão de “Abílio, Determinado, Ambicioso, Polêmico - A Trajetória de Abílio Diniz, o Empresário Brasileiro Mais Importante do Varejo Global” de Cristiane Correa. Em 1948, o imigrante Valentim dos Santos Diniz inaugurou uma discreta doceria em São Paulo chamada Pão de Açúcar. Era o passo inicial para a construção de uma companhia que se tornaria a maior varejista do Brasil, com um faturamento anual de 64,4 bilhões de reais em 2013. Foi graças à ambição de Abílio Diniz que o pequeno negócio familiar se transformou numa potência. 
Na semana passada Mário Kertész conversou com o escritor e jornalista Fernando Morgado. O assunto foi o mais recente livro de Morgado, “Blota Jr – A elegância no ar”. Blota Jr. foi apresentador dos grandes momentos da música na TV, um dos maiores nomes do rádio, formador de ídolos, empresário vitorioso, pioneiro do jornalismo esportivo, político atuante num período decisivo da história do Brasil. Essa trajetória é contada com riqueza de detalhes por Fernando Morgado, que dedicou três anos para pesquisar e escrever a história do filho ilustre de Ribeirão Bonito.
E pra fechar, “Chacrinha – A Biografia”, de Denilson Monteiro. Se não tivéssemos a história como prova, Abelardo Chacrinha Barbosa pareceria um personagem de ficção. Da pequena Surubim, no interior de Pernambuco, o garoto que fazia todos rirem chegou quase por acaso ao Rio de Janeiro e lá se tornou o apresentador de maior sucesso da televisão brasileira – e isso, quebrando todos os padrões de comportamento que se poderia esperar. Ao narrar essa trajetória, o livro mergulha em um dos períodos mais agitados da cultura brasileira. 

Notícias relacionadas