Cidade

Parceria deve ajudar a reerguer Espaço Itaú de Cinema

Enfim, mais boas notícias para o Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha. Após o anúncio de aumento de público no local, feito pelo diretor do espaço, o cineasta Cláudio Marques, agora foi a vez do secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, divulgar um acordo feito entre o presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Morais no dia 14 de Agosto de 2015 ⋅ 13:38

Enfim, mais boas notícias para o Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha. Após o anúncio de aumento de público no local, feito pelo diretor do espaço, o cineasta Cláudio Marques, agora foi a vez do secretário de Cultura do Estado, Jorge Portugal, divulgar um acordo feito entre o presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado, e o Cine Glauber. O acerto tem a intenção de isentar o espaço de pagar o aluguel do prédio onde funciona, na Praça Castro Alves.


Em entrevista ao Jornal da Metrópole, na quarta-feira (12), Portugal deu a notícia com empolgação. “Diogo Medrado me ligou e disse que pretende isentar o aluguel do Cine Glauber, que custa R$ 10 mil, e disse que o objetivo é transformar isso em contrapartida em ingressos gratuitos para alunos da rede pública de ensino”, explicou.
Portugal contou ainda que a Secretaria de Cultura ficará responsável pela programação dos filmes que serão exibidos para esses alunos. “Vou convidar a Diretoria de Audiovisual para fazer isso, pedir a Bertrand Duarte que escolha filmes que possam dimensionar esse conhecimento para os alunos”, falou.

Secretário destaca valor dos cinemas de rua

O secretário Jorge Portugal também chamou atenção para a diminuição do número de cinemas na Bahia, sobretudo aqueles de rua. 
“Na minha infância, em Santo Amaro da Purificação, tinham três cinemas. Hoje não tem mais nenhum. Hoje os cinemas estão em shoppings, muitas vezes em preços proibitivos para determinados segmentos sociais de alunos. A telona é mágica. Ver filme em cinema é diferente de ver em televisão. Isso é uma experiência única e precisa ser incentivada”, destacou Portugal, que também é compositor.

“Grande passo como sociedade”

Procurado pelo Jornal da Metrópole, o cineasta e diretor do Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha, Cláudio Marques, contou que propôs a isenção ao presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado. “Ele recebeu a proposta com bastante carinho, porque a ideia não é só não pagar, é fazer um trabalho de formação de público. Na verdade, é trocar: a gente pega o aluguel que a gente paga mensalmente para a Bahiatursa e vai trabalhar com escolas públicas, instituições culturais que tenham acesso, todo mês, em contrapartida a esse pagamento. É um trabalho a médio e longo prazo de formação de público”, afirmou.


Para Marques, trata-se de um grande passo. “Isso é maravilhoso, é tudo que a gente quer. Sempre pensando em levar, a cada dia mais, pessoas ao Centro Histórico, formar público para o cinema brasileiro, para o cinema de uma maneira geral. A gente precisa fazer com que as pessoas ganhem esse hábito de ir ao cinema, tenham isso nas suas vidas. Esse é um grande passo que nós estamos dando como sociedade”, ressaltou.

Metrópole acompanha

O Grupo Metrópole vêm alertando há algum tempo para a situação do Espaço Itaú de Cinema Glauber Rocha, que chegou a cogitar a fechar as portas, como disse Cláudio Marques à Metrópole em julho. “Finalmente, houve alguns bons movimentos, como a reinauguração do Teatro Gregório de Matos; o Palace Hotel finalmente está em obras; o Fasano, que finalmente vai entrar em obras... Mas são seis anos praticamente sozinhos na região. E isso vai fazendo com que o gás da gente fique menor. Não é que vamos fechar. Mas discutimos a possibilidade de fechar. Isso de fato aconteceu”, disse.

 

Notícias relacionadas