Cidade

Missa no Rosário dos Pretos homenageará ACM

No próximo dia 4 de setembro Antonio Carlos Magalhães completaria 90 anos de idade se estivesse vivo. Em memória ao político, o Instituto ACM promoverá uma missa junto a familiares e amigos na data. A missa será realizada às 10h30, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, localizada no Pelourinho e é aberta ao público.[Leia mais...]

[Missa no Rosário dos Pretos homenageará ACM]
Foto : Geraldo Magela / Agência Senado

Por Paloma Morais no dia 30 de Agosto de 2017 ⋅ 15:15

No próximo dia 4 de setembro Antonio Carlos Magalhães completaria 90 anos de idade se estivesse vivo. Em memória ao político, o Instituto ACM promoverá uma missa junto a familiares e amigos na data. A missa será realizada às 10h30, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, localizada no Pelourinho e é aberta ao público.

A missa contará com a participação dos Filhos de Gandhy que descerão o largo do Pelourinho em direção a igreja cantando músicas com as batidas do agogô, e de Márcia Short, Tatau e do Coral Ecumênico da Bahia.

Vida e morte de Antonio Carlos Magalhães

Nascido em Salvador em 4 de setembro de 1927, Antonio Carlos Peixoto de Magalhães iniciou sua carreira política em 1954 como Deputado Estadual da Bahia. Entre os cargos públicos que assumiu está o de Deputado Federal por três mandatos consecutivos a partir de 1958 e o de prefeito de Salvador, em 1967.

ACM também comandou o governo do estado da Bahia em 1971 e novamente entre os anos de 1979 e 1983, e de 1991 a 1994, após ter ganhado no primeiro turno. Em 1994, foi eleito senador, e chegou a presidir a casa entre 1997 a 2001, voltando ao cargo de senador em 2002, após eleição.

Em 1985, o político foi convidado por José Sarney  para ser ministro das Comunicações, e exerceu a função até 1990. Ele faleceu em 20 de julho de 2007 após 55 anos de vida pública.

Notícias relacionadas

[MK fala sobre Lavagem do Bonfim; assista]
Cidade

MK fala sobre Lavagem do Bonfim; assista

Por Metro1 no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:13 em Cidade

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész relembrou momentos da vida política e se emocionou ao elogiar o Hino ao Senhor do Bonfim