Cidade

Manifestantes promovem "abraçaço" contra transferência do Centro de Convenções

Um movimento intitulado SOS Centro de Convenções, composto por moradores do entorno do estabelecimento e lideranças de diversos segmentos, realiza um ato de defesa para a manutenção do estabelecimento em seu local de origem, em Jardim de Armação, em Salvador. No início do mês o Governo do Estado anunciou a mudança do equipamento para uma área no Parque de Exposições.[Leia mais...]

[Manifestantes promovem
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Paloma Morais no dia 20 de Setembro de 2017 ⋅ 19:39

Um movimento intitulado SOS Centro de Convenções, composto por moradores do entorno do estabelecimento e lideranças de diversos segmentos, realiza um ato de defesa para a manutenção do estabelecimento em seu local de origem, em Jardim de Armação, em Salvador. No início do mês o Governo do Estado anunciou a mudança do equipamento para uma área no Parque de Exposições.

O ato consistirá em um "abraçaço" no estabelecimento no próximo domingo (24), em frente ao Centro de Convenções, a partir das 9h e tem como objetivo, comforme o movimento, de chamar a atenção do Governo sobre a insatisfação. De acordo com os manifestantes, a solução para o equipamento que está isolado desde setembro do ano passado, quando parte de sua estrutura desabou, é uma reforma, e não a demolição e tranferência para outro local.

"Nós dos SOS Centro de Convenções vimos convocar você cidadão a comparecer e se reunir para realizarmos um grande abraço ao Centro de Convenções. Éum grande momento para mostrarmos o amor que temos por nosso pontos turísticos, por nosso patrimônio, nossa história e mostrar o poder que o povo tem", diz o cartaz que chama a população para comparecer ao ato.

Desaprovação

Em entrevista à Lara Kertész no Metrópole Turismo, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis na Bahia (ABIH) Glicério Lemos, afirmou que o setor é contra a medida. "A gente não está de acordo. O Conselho Baiano de Turismo acredita que a localização do novo Centro de Convenções deve permanecer no atual local, na praia de Armação. É o primeiro lugar do mundo que faz a transferência do Centro de Convenções de um lugar para o outro, isso é um equipamento que já criou uma estrutura grande. Só de hotéis tem mais de R$ 5 bilhões de investimento ali. Agora o secretário, de uma hora pra outra, resolve mudar sem consultar o trade”, disse.

Por sua vez, o governador Rui Costa afirmou que já foi autorizado o início dos procedimentos legais para iniciar o processo de contratação da área para a construção do equipamento do novo Centro de Convenções no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, localizado na Avenida Luis Vianna filho, a Paralela. De acordo com Rui, a área preferencial do governo para a alocação do equipamento seria no Comércio, porém, pelas áreas do bairro não estarem disponíveis atualmente, foi decidido que a construção fosse realizada no parque.

Notícias relacionadas