Cidade

Medrado critica presença de líderes políticos em "abraçaço" do CCB: "Tinha gente ligada ao prefeito"

O superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, comentou o "abraçaço" no Centro de Convenções da Bahia, promovido pelo trade turístico, no último domingo (24). [Leia mais...]

[Medrado critica presença de líderes políticos em
Foto :

Por Matheus Morais e Gabriel Nascimento no dia 25 de Setembro de 2017 ⋅ 12:17

O superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, comentou o "abraçaço" no Centro de Convenções da Bahia, promovido pelo trade turístico, no último domingo (24). Em entrevista ao Metrópole Turismo, na manhã desta segunda-feira (25), ele também criticou a presença de lideranças políticas durante o ato. Na oportunidade, ele rebateu as declarações dadas pelo presidente do Conselho Baiano de Turismo (CBTur), Roberto Duran. 

"Algo me deixou assustado. Grande parte, tirando a parte política, uma coisa que não aconteceu do lado de lá, grande parte das pessoas que participaram do "abraçaçoʹ, são lideranças políticas de Cajazeiras, do Subúrbio, isso tudo eu pego e mostro a você, mando pro seu WhatsApp foto de lideranças ligados a vereadores, ao próprio gabinete do prefeito, fazendo esse movimento do Centro de Convenções. Se é uma questão que não é política, isso deveria partir do princípio da própria ação", ressaltou.

"Eu acho que essa questão de vocês, vocês eu digo a ação como um todo, levar lideranças políticas para participar do ʹabraçaçoʹ, já perde um pouco a intenção, de querer levar, mostrar também, não vou aqui tapar o sol com a peneira que o Centro de Convenções, a falta não é prejudicial, mas por uma linha de política extrapola um pouco", completou.

Para Diogo Medrado, o governo não está criando factoide em relação ao Centro de Convenções. "Sempre quando Rui pontua o Centro de Convenções, ele é coerente. Não sei onde você enxerga esse factoide. Eu vejo o governador pontuando sempre que ele sabe, todos nós sabemos, a tendência mundial dos novos centros de convenções é um centro (..) até para revitalizar a questão pontual do comércio. O governador pontuou, ontem eu estava com ele, quando ele foi perguntado sobre isso, ele foi perguntado sobre o Centro e falou: ʹa gente já iniciou os estudos. Ele já anunciou que já deu início aos estudos no Parque de Exposições, a onde está esse factoide?", afirmou.

O outro lado

"Como este movimento se tornou um movimento popular, e você sabe muito bem que as comunidades têm suas lideranças, e você acaba convergindo para algo desse tipo, mas isso não interfere na legitimidade da comunidade do entorno, Boca do Rio, Stiep, não quer dizer que ela esteja ligada através de suas representações, seja da bandeira partidária que for. Estamos muito claramente apoiando um movimento que devido ao descaso, já deveria ter sido tomado. Por que depois de um ano o governador ainda não fez o laudo pericial até hoje daquele prédio que é um prédio publico. Por que ainda não tem?", rebateu o presidente do Conselho de Turismo da Bahia, Roberto Duran. 

Notícias relacionadas