Cidade

Preso mais um suspeito de matar padre na Boca do Rio

O padre, que tinha 67 anos e 40 de sacerdócio foi achado no andar térreo da casa, na Rua Heitor Dias, e foi torturado até a morte. Segundo apontou a investigação, ele foi ferido com facadas, pedradas e teve os pés e o pescoço amarrados.

[Imagem not found]
Foto : Divulgação / Polícia Civil

Por Milene Rios no dia 26 de Agosto de 2015 ⋅ 07:15

A polícia conseguiu prender mais um envolvido no assassinato do padre Antônio Alves de Almeida, em junho, no bairro Boca do Rio, em Salvador. Lucas dos Santos Figueiredo foi preso durante operação coordenada pelo delegado Marcelo Sansão, da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), na sexta-feira (21). Ele é o segundo suspeito localizado. Uma terceira pessoa está sendo procurada. 

De acordo com a polícia, Lucas foi submetido a exames de lesões corporais e coleta de material genético pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), e então levado para o sistema prisional. Ele vai responder por latrocínio. 

O primeiro suspeito do crime foi preso no dia 10 de junho. A polícia chegou aos suspeitos por denúncia anônima. As investigações apontam que a intenção era roubar dinheiro e o carro da vítima, além de outros objetos de valores que tinham na casa, mas apenas o aparelho celular foi levado.

O padre, que tinha 67 anos e 40 de sacerdócio foi achado no andar térreo da casa, na Rua Heitor Dias, e foi torturado até a morte. Segundo apontou a investigação, ele foi ferido com facadas, pedradas e teve os pés e o pescoço amarrados. 

O crime 
O padre foi morto na Rua Heitor Dias, e o corpo foi encontrado por volta das 23h do dia 10 de junho. De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, o corpo do religioso foi achado no chão da residência, com pés amarrados em uma corda de sisal.

 

Notícias relacionadas