Cidade

E ainda diz que "pega bem": Vivo apresenta graves problemas em Salvador

A telefonia móvel em Salvador não se cansa de pisar em seus clientes. A Vivo, que se vangloria de ter o melhor serviço do país, vem irritando consumidores na capital baiana ao longo dos últimos dias. Somente nesta quarta-feira (26), a Metrópole recebeu três queixas de ouvintes por meio de seu WhatsApp acerca da inexistência de sinal de internet 3G e 4G em trechos centrais da cidade. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Felipe Paranhos no dia 26 de Agosto de 2015 ⋅ 09:25

A telefonia móvel em Salvador não se cansa de pisar em seus clientes. A Vivo, que se vangloria de ter o melhor serviço do país, vem irritando consumidores na capital baiana ao longo dos últimos dias. Somente nesta quarta-feira (26), a Metrópole recebeu três queixas de ouvintes por meio de seu WhatsApp acerca da inexistência de sinal de internet 3G e 4G em trechos centrais da cidade.

E este não é o único caso de casos graves ligados à Vivo: a operadora vem apresentando sérios problemas no reconhecimento de chamadas, o que faz com que vários clientes recebam o aviso de "número privado", sendo que os telefones de origem são conhecidos e não foram configurados para não serem identificados. 

A agonia dos clientes coincide com a do Grupo Metrópole, que há algumas semanas fez a portabilidade dos seus números empresariais para a Vivo, mas sofre com a incapacidade da operadora de prestar um serviço decente. 

Ao longo do pouco tempo em que está com a empresa que (risos) "Pega bem", a Metrópole já viveu vários casos de repórteres que não conseguiram passar informações importantes de coberturas jornalísticas — seja por falta de internet, seja por ausência de contato telefônico.

O mau serviço da Vivo na Bahia já virou caso de Justiça: no fom de 2014 e no início deste ano, a operadora foi impedida de habilitar novas linhas no DDD 77, após o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) intervir contra as frequentes interrupções das ligações, cobranças indevidas, falta de sinal de internet, velocidade lenta da rede e ausência de atendimento para alterações contratuais ou de cancelamento.

Notícias relacionadas