Cidade

Engarrafamento: “Consequência das obras, não culpem a Transalvador”, diz Muller

Em entrevista à Rádio Metrópole nessa quinta-feira (27), o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller comentou os diversos pontos de engarrafamento formados na cidade na manhã de hoje [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agecom Salvador

Por Bárbara Silveira no dia 27 de Agosto de 2015 ⋅ 09:06

Em entrevista à Rádio Metrópole nessa quinta-feira (27), o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller comentou os diversos pontos de engarrafamento formados na cidade na manhã de hoje. De acordo com Muller, os pontos de lentidão estão diretamente relacionados com as inúmeras obras realizadas pela prefeitura.

“Temos feito reparos para não travar aquela região [do Rio Vermelho] e pedimos paciência aos moradores, estamos trabalhando para isso. É consequência das obras, não culpem a Transalvador", argumentou.

Sobre as obras realizadas na Rua João Góes, que tem causado pontos de retenção da Orla e em outras vias da cidade, Muller prometeu solucionar o problema em breve. “Será concluída em 10 dias pois estamos refazendo a base e só pode ser feito à noite, mas estamos tentando durante o dia também. Por mais que acompanhamos a obra, não tem como não trazer transtorno para a cidade, uma série de obras na cidade”, afirmou,

Ainda segundo o superintendente, os motoristas devem priorizar rotas alternativas. “Quem vem da Orla, ao invés de pegar a Av. ACM, opte pela Magalhães Neto e pegue a Bonocô. Infelizmente, Salvador tem poucas opções de deslocamento”, concluiu.

Notícias relacionadas