Cidade

Polícia descarta participação da mãe na morte de Marcos Vinícius

As investigações feitas pela Polícia Civil apontaram que a mãe do menino Marcos Vinícius, encontrado morto em um Areal no bairro de Itapuã no dia 19 de agosto, não teve participação no crime. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Correio*

Por Bárbara Silveira no dia 27 de Agosto de 2015 ⋅ 10:16

As investigações feitas pela Polícia Civil apontaram que a mãe do menino Marcos Vinícius, de 2 anos, encontrado morto em um Areal no bairro de Itapuã no dia 19 de agosto, não teve participação no crime.

Segundo a Polícia, Fabiana Pereira, de 18 anos, não será mais indiciada no inquérito que investiga o homicídio. Durante coletiva de imprensa realizada para apresentar o padrinho do menino, Rafael Pinheiro, como suspeito do crime, o delegado Antônio Carlos Magalhães Santos afirmou que a mãe de Marcos seria indiciada com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) por entregar o filho a um desconhecido.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a mãe de Rafael, Anira Freire Pinheiro, 47, também não será mais indiciada. Na ocasião, a delegada  Heloísa Simões, do Departamento de Proteção à Pessoa (DPP), declarou que Anira seria indiciada por tentar induzir a polícia ao erro. Ao A Tarde, a PC informou que a polícia voltou atrás por não encontrar provas que comprovassem o crime. Já no caso da mãe de Marcos, o motivo é ela ainda ser menor de idade na época em que entregou Marcos para padrinho.

O corpo do menino foi liberado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) na última quarta-feira (26). De acordo com informações do Instituto Médico Legal (IML), os exames de DNA confirmaram a identidade do garoto. A família pode dar entrada no processo de retirada do corpo a qualquer momento, o sepultamento deve acontecer nesta quinta-feira (27).

 

Notícias relacionadas