Cidade

Desabamento em Pituaçu: após tragédia, prefeitura vai embargar seis casas

A prefeitura reafirmou ainda que quatro ambulâncias do Samu estão no local e que o imóvel que desabou foi construído recentemente de forma irregular e não ocupava área de risco. “A edificação tinha quatro pavimentos, contando com subsolo e cobertura. Os órgãos da Prefeitura ainda estão na localidade atuando em diversas frente, seja auxiliando no trabalho de resgate, no suporte psicológico e assistencial às famílias e na limpeza da área”. [Leia mais...]

[Desabamento em Pituaçu: após tragédia, prefeitura vai embargar seis casas ]
Foto : Divulgação / SSP

Por Alexandre Galvão no dia 13 de Março de 2018 ⋅ 11:20

Após o desabamento em Pituaçu, que deixou pelo menos uma pessoa morta, na manhã de hoje, a prefeitura de Salvador decidiu embargar seis imóveis no entorno. De acordo com a administração pública, “toda assistência está sendo prestada às famílias atingidas”. Três pessoas continuam soterradas sob os escombros no local.

“Inclusive aquelas de outras seis residências que serão embargadas temporariamente para verificação das condições de segurança estrutural, uma dessas casas foi parcialmente demolida para facilitar o trabalho de resgate do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil de Salvador (Codesal). Essas famílias, que ainda estão sendo cadastradas, irão receber auxílio moradia e terão apoio integral da Prefeitura”, diz a nota.

A prefeitura reafirmou ainda que quatro ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram encaminhadas ao local e que o imóvel que desabou foi construído recentemente de forma irregular e não ocupava área de risco. “A edificação tinha quatro pavimentos, contando com subsolo e cobertura. Os órgãos da Prefeitura ainda estão na localidade atuando em diversas frente, seja auxiliando no trabalho de resgate, no suporte psicológico e assistencial às famílias e na limpeza da área”, finaliza o comunicado.

Ocorrências – De acordo com o último boletim da Codesal (Defesa Civil de Salvador, 91 solicitações já foram registradas desde o início das chuvas. Entre as principais ocorrências estão 24 alagamentos de imóveis; cinco alagamentos de área; 18 ameaças de desabamento; 10 ameaças de deslizamento; quatro ameaças de queda de árvores; duas árvores caídas; um desabamento de imóvel; 15 deslizamentos de terra; um destelhamento; e uma pista rompida.

A Codesal permanece em plantão 24 horas por meio do telefone 199.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Multas de trânsito seguem ritmo de queda em Salvador]
Cidade

Multas de trânsito seguem ritmo de queda em Salvador

Por Metro1 no dia 21 de Maio de 2018 ⋅ 13:20 em Cidade

A campeã de registros foi transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%; a segunda infração mais notificada foi transitar em faixa exclusiva para ônibus;...