Cidade

Com mensalidade de R$ 7 mil, FTC ameaça graduação de médicos por falta de professor

A disciplina compõe a grade obrigatória, mas os estudantes estão sem aulas desde o início do ano

[Com mensalidade de R$ 7 mil, FTC ameaça graduação de médicos por falta de professor]
Foto : Carla Ornelas/GOVBA

Por Luiza Leão no dia 04 de Maio de 2018 ⋅ 06:01

A ausência de um professor titular no curso de medicina da Faculdade de Tecnologia e Ciências pode atrasar a graduação de estudantes, que desembolsam quase R$ 7 mil com a mensalidade particular. 

Em entrevista ao Metro1, uma estudante, que preferiu não se identificar por temer represálias, relatou que está sem professor em uma matéria prática, em ambulatório, que é obrigatória para a conclusão. 

"Estamos no final do semestre e até agora nada foi resolvido. Esperamos algum posicionamento de quando iremos pegar essa matéria, se será no próximo semestre, o que talvez seja bem complicado por causa da carga horária densa, ou nas férias, o que também prejudica", criticou a jovem. 

Insatisfeita, a estudante da FTC diz que ela e a turma, ao procurarem a coordenação do curso, só ouviram promessas.

"'Estamos procurando, fazendo entrevistas', eles disseram. Mas não tivemos resultado. Estamos indignados, pois o nosso investimento é alto, em torno de R$ 7 mil por mês, e não temos, até então, nenhuma solução definitiva", acrescentou a graduanda. 

O projeto de visão empresarial do centro acadêmico, que é de “ser referência até 2021, como instituição regional de educação”, talvez tenha que ser adiado por mais alguns anos, bem como o sonho do diploma de alguns estudantes.

Em nota, a FTC não respondeu sobre um prazo para contratar o titular da disciplina em questão, nem deu um prazo para que os estudantes tenham a matéria reposta, limitando-se a dizer que não há atraso na formação dos graduandos.

"A instituição esclarece que não possui nenhuma turma da graduação atrasada e acrescenta que nunca houve, nos 12 anos de habilitação do curso, atraso na formação dos seus estudantes de medicina", justificou ao Metro1. [Atualizada às 12h12].

Notícias relacionadas

[Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos]
Cidade

Lancha pega fogo na Baía de Todos-os-Santos

Por Juliana Almirante/ Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 08:00 em Cidade

De acordo com a assessoria do Comando do 2º Distrito Naval, a Capitania dos Portos foi acionada e ainda apura informações